segunda-feira, 19 de junho de 2017

Feriado com amigos no Plane Spotting - PARTE I - Movimento operacional na manhã de Corpus Christi

"Feriado sem plane spotting, não é feriado" essa máxima, de minha autoria, ilustra bem o quanto os feriados são oportunidades interessantes para reunir os amigos, verificar os horários previstos do voo e marcar uma sessão de fotografia nos arredores do aeroporto, já que para os "meros mortais" feriado é sinônimo de descanso, cama o dia inteiro e séries no computador. Com a aproximação do feriado de Corpus Christi não foi diferente, combinamos com antecedência a nossa sessão, avisamos a INFRAERO que estaríamos presentes nos arredores do aeroporto para fotografar e marcamos encontro às 08 horas da manhã daquele dia. 

Depois de muita chuva nos dias anteriores, a manhã de quinta-feira amanheceu fria e com ar o saturado de umidade, a grama, que ganhou novamente um tom mais esverdeado depois das chuvas, estava molhada e a terra lamacenta, como se houvesse chovido momentos antes do amanhecer. Sai de casa às 07 horas e 45 minutos, com o equipamento em minha mochila e, pela primeira vez, com a minha banqueta dobrável presa à mochila. Nunca antes havia levado a minha banqueta para a cabeceira da pista 13 por se uma área bem monitorada e, quando não avisado com o pessoal da INFRAERO, garantia de problema com os seguranças do aeroporto, porém como nós avisamos e por sermos conhecidos pelos funcionários responsáveis pela segurança, o uso da banqueta gerou resultados muito legais nas fotos feitas com visão do pátio. 

"Boeing 737-700, matrícula PR-VBW, na curtíssima para pouso na RWY13"
A primeira aeronave registrada foi o Boeing 737-7BX, matrícula Papa Romeo - Victor Bravo Whisky, da GOL que quase não consigo registrá-lo, pois ainda estava chegando ao nosso ponto de encontro quando o avistei curvando do início do procedimento para a reta final da RWY13. 

"Boeing 737-7BX, matrícula PR-VBW, no ponto de espera da RWY13"
Após o pouso do VBW, que cumpria o voo G3/GLO 1160, não houve um movimento sequer, foi o tempo de todos os amigos chegarem ao encontro e batermos um bom papo com intervalos para "espiar" por cima do muro quando ouvíamos alguma chamada no rádio ou som de motor aeronáutico. 

"Airbus A319-112, matrícula PR-MYC, há poucos metros da cabeceira da RWY13"
O voo JJ/TAM 3767 daquela manhã foi cumprido pelo Airbus A319-112, matrícula PR-MYC, da LATAM Airlines. O "bisnaguinha" (apelido do Airbus A319), veio de Congonhas e pousou no horário pela pista 13. 

"Airbus A319, PR-MYC, taxiando para o pátio principal"
O Papa Romeo - Mike Yankee Charlie é um A319 de quase 9 anos de idade operado unicamente pela LATAM (ex-TAM). A foto acima foi feita quando o bisnaguinha se aproximava de sua posição de estacionamento no pátio de Londrina. 

"Embraer Phenom 100, PP-WPM, sobre a praça da cabeceira da pista 13"
"Embraer Phenom 100 E50P, matrícula PP-WPM, no pátio de Londrina". 
Até que enfim veio um movimento sem ser de Linha Aérea! Foi o Phenom 100, matrícula PP-WPM, que é bastante comum de ser visto em Maringá e, inclusive, veio de lá. 

"Piper Corisco PA28R do Aeroclube de Maringá na curta final da RWY13"
Logo após o Phenom 100, apareceu um Corisco do Aeroclube de Maringá, matrícula PT-NFY, efetuando toque e arremetida no aeroporto de Londrina. 

"Embraer E-195AR, matrícula PR-AUQ, "Sky é Azul" sobre a praça da cabeceira da pista 13"
"Embraer E-195AR, matrícula PR-AUQ, "Sky é Azul" taxiando para a posição"
Cumprindo o voo AD/AZU 2478, de Curitiba para Londrina, o Papa Romeo - Alpha Uniforme Quebec, que ostenta a pintura especial "Azul é Sky" celebrando a parceria entre a provedora de televisão paga SKY e a Azul Linhas Aéreas. O AUQ irá completar 2 anos desde seu primeiro voo e é a última aeronave E-195 recebida na frota da companhia. 

Até a Parte II!!

domingo, 18 de junho de 2017

Contribuição do Leitor - Luís Gustavo Rampazo

Nosso amigo e grande contribuidor, Luís Gustavo Rampazo, compartilhou conosco novas e belíssimas fotografias para matarmos um pouco da saudade de vermos suas obras de arte no plane spotting aqui no TMA Londrina, confira:

"Boeing 737-76N, matrícula PR-VBV, na final da RWY13"

"Boeing 737-76N, PR-VBV, com o novo esquema de pintura da GOL Linhas Aéreas"
As duas primeiras fotografias são do Boeing 737-76N, matrícula PR-VBV, da GOL Linhas Aéreas registrado na final da pista 13 em dois ângulos diferentes. Na segunda fotografia pode ser visto um vortex bem tímido deixado pela aeronave. O VBV tem quase 18 anos de operação e está na GOL há pelo menos 9 anos. 

"Embraer Phenom 100, matrícula PP-WPM, na final da RWY13"

"E50P, PP-WPM, aeronave bastante comum de ser vista na região da TMA Londrina, é baseada em Maringá"
Nessas duas fotografias, de ângulos diferentes, podemos ver a beleza dessa pequena e poderosa aeronave executiva Phenom 100. O PP-WPM é bastante comum de se ver e ouvir seu prefixo (matrícula) na fonia, pois a aeronave tem base no Aeroporto de Maringá, Silvio Name Júnior. 

"Embraer E-195, matrícula PR-AUQ, "Sky é Azul" e ao fundo a Lua"

"Embraer E-195, PR-AUQ, com pintura especial, na final da RWY13"
As duas últimas e mais belas fotografias, são do Embraer 195AR (190-200 IGW), matrícula PR-AUQ, nomeado "Sky é Azul", com a pintura ilustrando a parceria da provedora de TV fechada "Sky" com a Azul Linhas Aéreas. O PR-AUQ é uma jovem aeronave que possui apenas 1 ano e 6 meses de operação e, também, é a última aeronave Embraer 195 que foi recebida na frota da Azul, pois as próximas aeronaves que irão fazer parte da frota de E-Jets da companhia serão os novíssimos Embraer E-Jets E-2.

É isso ai, mais uma vez podemos desfrutar das fotografias do nosso amigo Luís G. Rampazo e esperamos receber mais contribuições futuramente! E você, gostou? Quer contribuir também? Não deixe de nos enviar a sua fotografia para o nosso e-mail: tmaerolondrina@gmail.com ou via "inbox" na fanpage do Facebook (@aerolondrina) ou, também, em nosso instagram (@tmalondrina) que sempre utilizamos para publicar as mais diversas fotografias feitas na região da TMA Londrina. 

quinta-feira, 15 de junho de 2017

Contribuição do Leitor: Anderson de Oliveira - Um visitante raro

O Anderson de Oliveira compartilhou conosco as seguintes fotografias de um visitante bem raro em Londrina, confira:

"Sikorsky S-76C estacionado nas posições do pátio geral"
A raridade se trata de um helicóptero Sikorsky S-76C, matrícula PR-HGC, operado pela Helivia Aero Taxi S.A. A aeronave passou rapidamente por Londrina na tarde do dia 11 desse mês.

"S-76C taxiando para o ponto de espera e ao fundo um Neiva T-25 da FAB reabastecendo"
O Sikorsky S-76C possui uma capacidade de 12 a 13 passageiros e 2 tripulantes, possui 2 motores Turbomeca Arriel 2S1 turboshaft com 856 SHP cada. O helicóptero possui 16 metros de comprimento da ponta do rotor principal à ponta do rotor de cauda, de largura possui 3,05 metros no estabilizador horizontal, possui também uma altura de 4,42 metros até a ponta do rotor de cauda e tem um peso bruto de 5.307 kg e 3.177 kg vazio.

"Sikorsky S-76C, matrícula PR-HGC, no ponto de espera da RWY13".
A máquina pode atingir uma velocidade máxima de 155 nós (287 km/h) no peso máximo de decolagem (MSL) tendo uma autonomia para voar até 761 quilômetros, sem reservas, a uma velocidade de cruzeiro de longo alcance na altitude de 4.000 pés e seu teto de serviço está em 13.800 pés (4.200 m).

FONTE: Características gerais retiradas do site da Helivia Aero Taxi, clique aqui

Lembrando que todas as terças e quintas feiras deixamos aberto o espaço no blog para a contribuição dos leitores! Quem quiser, envie sua foto para o e-mail tmaerolondrina@gmail.com ou pela fan page do TMA Londrina no Facebook ou até mesmo pelo sistema direct do instagram!

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Últimos registros de maio - PARTE IV - Tempo nublado

PARTE IV - Tempo nublado (31/05)

Já estamos quase na metade de junho e finalmente iremos finalizar as publicações com fotos do final do mês passado. O restante da manhã do dia 31 permaneceu nublado com poucas aberturas de sol, os registros feitos precisaram de edição mais dedicada, pois pouca luz estava sendo refletida na fuselagem das aeronaves. 

"Airbus A320, marícula PR-MHQ, alternado de Campo Grande, na final da RWY13"
Um intenso nevoeiro estava atrapalhando as operações no aeroporto de Campo Grande, na capital sul-mato-grossense, suspendendo vários pousos naquela manhã e fazendo com que o voo TAM/JJ 4767, procedente de Brasília com destino a Campo Grande, alternasse o pouso no Aeroporto de Londrina para reabastecimento. Nenhum passageiro ou bagagem foram desembarcados da aeronave, os pilotos aguardaram o reabastecimento, e recebendo a confirmação de melhora do tempo na Capital Morena, pediram autorização para a torre com um novo plano de Londrina a Campo Grande no nível de voo 360 (36.000 pés). 

"Embraer 195, matrícula PR-AYX, "Azul e Verde"/"Sustentabilidade" no ponto de espera"
Devido a pouca luz, não foi possível registrar o pouso do Papa Romeo - Alpha Yankee X-Ray , cumprindo o voo AZU/AD 2478 que faz escala em Londrina e decola para Cuiabá, porém foi possível registrá-lo no ponto de espera da RWY13. O PR-AYX ostenta a pintura "Rumo a Sustentabilidade" e possuí 6 anos de idade (primeiro voo em 2011).

"Cessna 172S, matrícula PR-BUL, operado pelo Aeroclube de Londrina na curta final da RWY13"
Uma das aeronaves de maior sucesso comercial na história da aviação, o Cessna 172 Skyhawk, operada pelo Aeroclube de Londrina também foi registrada naquela manhã. O "bul", Papa Romeo -Bravo Uniforme Lima é um Skyhawk SP Glass Cockpit equipado com painel eletrônico GARMIN G1000. 

"ATR 72-600, matrícula PR-TKK, batizado de "Tri Azul", na curta final da RWY13"
Cumprindo o voo AZU/AD 9212, procedente de Campinas, o ATR 72-600, matrícula PR-TKI, da Azul aproximou e pousou pela pista 13. O Tango Kilo Kilo foi "uniformizado" nas cores da Azul recentemente, antes ele possuía o antigo esquema da TRIP Linhas Aéreas.

"Pátio do Aeroporto de Londrina com 4 aeronaves"
Após o TKK estacionar em sua posição, registrei essa fotografia do pátio naquele momento, o 'Amazonas' da FAB passava por manutenção enquanto o ATR 72 ao lado, matrícula PR-TKI, aguardava uma peça que veio no outro ATR 72, matrícula PR-TKK, para prosseguir voo com destino a Curitiba, no outro lado do pátio estava o Airbus A320, matrícula PR-MHQ, aguardando o reabastecimento com os passageiros de Brasília/Campo Grande a bordo. 

"ATR 72-600 e A320 prontos para mais uma decolagem"
O TKI, cumprindo o voo AZU/AD 9238, ao receber a "peça" que estava aguardando, logo solicitou autorização de pushback e acionamento, assim como o Airbus A320, PR-MHQ, da LATAM.

"Airbus A320-214, matrícula PR-MHQ, de Londrina para Campo Grande".
Um último registro do Mike Hotel Quebec no ponto de espera da RWY13 já autorizado ingresso na pista 13 para decolagem e ao fundo o Cessninha, PT-BKR, do Aeroclube de Londrina regressando de mais um voo de instrução.  

"ATR 72-212A (-600), matrícula PR-TKK, finalizando o acionamento dos motores"
O "Tri Azul", após rápido desembarque e embarque de passageiros com destino a Campinas, solicitou autorização de push e acionamento, acionando seus motores Pratt & Whitney Canada PW127M, se preparando para o taxi e decolagem quando a foto acima foi registrada. 

"ATR 72-600, matrícula PR-TKK, no ponto de espera da pista 13"
Para finalizar os registros do TKK fotografei ele no ponto de espera já autorizado a ingressar e decolar. 

"EADS CASA C-295 (C-105A) 'Amazonas' da Força Aérea Brasilia" 
"Nariz e seção dianteira do 'Amazonas'"
"Empenagem e estabilizador vertical do C-105A da FAB"
Como último registro do 'Amazonas' da FAB no solo de londrina, fiz essas três fotografias mostrando a aeronave em quadro completo e do nariz até a cauda. O "Onça 02", que é baseado em Campo Grande, fazia um voo com etapa em Londrina para reabastecimento quando foi identificado um problema no motor da aeronave e a mesma necessitou passar por manutenção antes de regressar para Campo Grande. Solucionado o problema, a aeronave decolou com os militares da Força Aérea para a capital do Mato Grosso do Sul, segundo voo a decolar para o mesmo destino naquele dia. 

"Saúde 06 saindo para mais uma missão"
O Saúde 06 saiu "a todo vapor" para mais uma missão de resgate naquela manhã, quando pude registrá-lo curvando para ingresso na taxiway "Alpha" e posterior ingresso na pista 13. O PT-HND é um helicóptero Esquilo AS350.

"Cessna 150, matrícula PR-BLO, operado pelo Aeroclube de Londrina".
Hora de abandonar a posição e registrar algumas pannings no ponto de plane spotting na Avenida Salgado Filho. Registrei apenas duas aeronaves naquele ponto, uma delas foi o PR-BLO, Cessninha do Aeroclube de Londrina.

"Beech Bonanza V35B, matrícula PR-KID, recolhendo o trem de pouso após decolagem da RWY13"
Outra aeronave registrada foi o Bonanza, PR-KID, recolhendo o trem de pouso após rolagem curta na RWY13, demonstrando a força que essa aeronave tem. Assim encerro as publicações com registros de algumas aeronaves que passaram por Londrina nos dias 29 e 31 de maio do ano de 2017. Espero que todos tenham gostado das fotografias.
Até!!

*Lembrando que qualquer pessoa que, eventualmente, apareça em nossas fotografias, proprietários ou operadores de aeronaves que não queiram que sua imagem, aeronaves ou matrículas sejam expostas, favor entrar em contato pelo nosso e-mail: tmaerolondrina@gmail.com, ou por meio de nossas redes sociais, que iremos tomar as medidas necessárias para a remoção da fotografia ou a proteção da imagem da pessoa solicitada. Lembramos também que nossa atividade busca registrar o movimento operacional e mostrar ao nosso público a "beleza" da aviação, sem prejudicar qualquer pessoa física ou jurídica ligada a operação de determinada aeronave. Atenciosamente: Equipe TMA Londrina.

sexta-feira, 9 de junho de 2017

Últimos registros de maio - PARTE III - Uma onça no pátio

PARTE III - Uma onça no pátio (31/05)

A manhã do dia 31 de maio foi, sem dúvidas, muito especial e interessante, embora a meteorologia daquela manhã não tenha contribuído para as fotografias, muitas aeronaves interessantes puderam ser registradas, inclusive uma "onça pintada" que pernoitou em Londrina. 

"Boeing 737-76N, matrícula PR-GON, finalizando o acionamento no pátio de Londrina"
Para dar início a essa terceira parte de publicações com fotos do final de maio, o primeiro tráfego a ser fotografado naquela manhã foi o Boeing 737-76N da GOL, matrícula PR-GON, que possui 17 anos de operação tendo passado pela companhia aérea estadunidense Midway Airlines entre 1999 e 2002, entrando para a frota da GOL no mesmo ano. 

"Boeing 737-76N, matrícula PR-GON, no ponto de espera da pista 13 aguardando autorização"
Após o rápido acionamento dos motores CFM 56-7B de 22.000 libras de empuxo, o Papa Romeo - Golf Oscar November, que cumpria o voo GLO/G3 1163 com destino a Congonhas, taxiou para decolagem na pista 13 e na retaguarda da aeronave, o Embraer Tupi do Aeroclube de Londrina, aguardava para prosseguir taxi. 

"Embraer Tupi, PT-VHV, do Aeroclube de Londrina taxiando para o pátio do Aeroclube"
Naquela manhã era quase impossível não ver os pilotos darem uma olhadinha na "onça pintada" que estava estacionada no pátio principal, é raro vermos uma aeronave militar ficar tanto tempo em solo londrinense. O Victor Hotel Victor, após o ingresso do Boeing 737 da GOL na pista 13, prosseguiu o taxiamento até o pátio do aeroclube. 

"Airbus A319-112, matrícula PR-MYB, na curtíssima final para pouso na pista 13"
O voo TAM/JJ 3763 daquela manhã foi cumprido pelo Papa Romeo - Mike Yankee Bravo, que pousou no horário e trouxe passageiros provenientes de São Paulo - Congonhas. 

"Citation Citation Excel 560XLS+, matrícula PP-BBL, no ponto de espera da pista 13"
Logo após o pouso do MYB, o Papa Papa - Bravo Bravo Lima, um Cessna Citation Excel XLS, foi registrado no ponto de espera da pista 13. 

"Cessna 150L, matrícula PR-BLO, do Aeroclube de Londrina taxiando para o ponto de espera"
Os pilotos no Cessna 150 do Aeroclube de Londrina também deram uma olhadinha no CASA C-295 (C-105A) Amazonas da FAB no pátio durante o taxiamento até o ponto de espera da pista 13 para mais um voo de instrução. 

"King Air C90B, matrícula PR-FSZ, no ponto de espera"
O King Air C90B, matrícula PR-FSZ, também foi registrado naquela manhã taxiando para decolagem da 13. Esse C90 é bastante comum de ser visto aqui em Londrina.

"Esquilo AS350, Saúde 06, regressando de mais uma missão aeromédica"
Não poderia faltar um registro da asa rotativa do SAMU, nosso valente Saúde 06, matrícula PT-HND, pousando após mais uma missão de missão aeromédica em Londrina. 

"Beechcraft Bonaza V35B, matrícula PT-IZB, ingressando na RWY13"
Além das fotografias do Amazonas, a mais bela ficou por conta da beleza desse Bonanza que tem uma pintura muito interessante. O Papa Tango - India Zulu Bravo foi registrado ingressando na pista 13. 

"Airbus A319-112, matrícula PR-MYB, da LATAM no ponto de espera da 13"
Hora de regressar para Congonhas! O MYB foi registrado no ponto de espera da pista 13, cumprindo o voo TAM/JJ 3762, e uma mudança significativa na meteorologia já podia ser notada naquele momento com o nevoeiro "subindo", deixando o céu nublado. 

"Cessna 150J, matrícula PT-BKR, ingressando no pátio principal"
Uma surpresa agradável de ver naquela manhã foi o Cessninha Bravo Kilo Romeo do Aeroclube de Londrina que estava sem vê-lo há vários meses. O BKR é um guerreiro e muito querido por quem o voa por possuir um motor diferenciado e mais forte que os demais C150 do ACLO (Aeroclube de Londrina). 

"C-105A Amazonas, ATR 72-600 e Embraer 195 da Azul no pátio"
Para finalizar essa parte da publicação, deixo a fotografia de 3 aeronaves no pátio de Londrina às 10:10 da manhã, O FAB2802, o ATR 72-600 PR-TKI e o Embraer 195 com pintura especial "Azul e Verde", PR-AYX. O CASA C-105A da FAB permaneceu em Londrina devido a uma manutenção necessária a ser feita antes de regressar para sua base em Campo Grande. 

Na última parte da publicação que será publicada na próxima segunda-feira (12/05), publicarei mais registros interessantes feitos naquela manhã, inclusive, o pouso de um Airbus A320 da LATAM que estava fazendo um voo de Brasília para Campo Grande e alternou o pouso em Londrina devido a um intenso nevoeiro na capital sul-mato-grossense. 

Até a Parte IV!! (está parecendo franquia de filmes, não é? rsrs)

segunda-feira, 5 de junho de 2017

Últimos registros de maio - PARTE II - Final da manhã e início de tarde

PARTE II - Final da manhã e início de tarde (29/05)

A Azul, utilizando o ATR 72, é sempre a companhia que efetua o embarque e desembarque mais rápido em Londrina e nesse dia não foi diferente, tão logo os passageiros de Viracopos desembarcaram, os passageiros para Campinas foram liberados para embarque imediato no Papá Romeo - Alpha Tango Uniforme, "Azul Anil", que cumpriu o voo AZU/AD 9215. 

"ATR 72-600, PR-ATU, e Bonanza F33A, matrícula PT-WBN, no pátio de Londrina"
Enquanto o embarque dos passageiros era feito no ATU, o Beech Bonanza F33A, matrícula PT-WBN, taxiou para decolagem até o ponto de espera da taxiway Alpha. 

"Beech Bonanza, matrícula PT-WBN, aguardando no ponto de espera"
O Papa Tango - Whisky Bravo November também pode ser considerado comum de vê-lo em Londrina, devido ao Mode-S de seu transpônder ele também aparece no FlightRadar24 quando há a multilateração dos radares do site captando os sinais enviados pela aeronave. Na foto acima, registrei-o aguardando no ponto de espera da RWY13 aguardando autorização para ingresso e decolagem. 

"ATR 72-600, matrícula PR-ATU, finalizando o pushback e saindo do Hotel mode"
Aeronave abastecida, passageiros embarcados, documentos a bordo, autorização de voo recebida, pronto para o pushback e acionamento! Gostei muito da composição dessa foto, as vezes nos preocupamos em enquadrar a aeronave sem cortes e acabamos perdendo cenas interessantes, como esta, pode-se notar a diferença nos ângulos das hélices dos motores com número 2 acionado (esquerda da foto) e o motor número 1 acionando, além do pessoal da insolo terminando de efetuar o pushback sob supervisão do técnico da Azul. 

"ATR 72-600, matrícula PR-ATU, no ponto de espera da RWY13"
Não poderia deixar de registrar o ATR nessa posição, uma das melhores para fotografar, pois a luz atinge quase toda a superfície da aeronave revelando todos os detalhes, inclusive, a sujeira na fuselagem da aeronave e as imperfeições. 

"Baron G58, PR-AFG, na final da RWY13"
Mais uma aeronave da aviação geral bastante comum de ser vista em Londrina, o Baron G58, matrícula Papa Romeo - Alpha Foxtrot Golf, que aproximou e pousou na RWY13. 

"King Air C90A, matrícula PT-WZC, da UNIAIR 
Não poderia faltar o registro de um "King" naquele dia e quem veio preencher essa lacuna foi o Papa Tango - Whisky Zulu Charlie, C90A, da UNIAIR em serviço aeromédico.

"Socata TBM-850, matrícula PP-PIV, na curta final da RWY13"
Depois de vários minutos de inatividade, acompanhando somente a fonia através de meu rádio, ouvi uma matricula diferente e logo fui conferir no FlightRadar24, era o Papa Papa - Papa India Victor, um TBM 850 (700N), considerado uma das aeronaves monomotoras turboélice mais rápidas do mundo. O PIV fez uma aproximação veloz e pousou na RWY13, detalhe no fundo da fotografia o rastro de condensação do Boeing 787-9 da LATAM. 

"Boeing 787-9, matrícula CC-BGB, da LATAM Chile, na vertical do Aeroporto de Londrina"
O voo LAN750, operado pelo Boeing 787-9 da LATAM Chile, passou no FL410 proveniente de Santiago do Chile com destino a São Paulo - Guarulhos, deixando um longo rastro de condensação que demorou a dissipar na atmosfera. 

"Bonanza V35B, matrícula PR-KID, na curta final da RWY13"
Mais uma aeronave da aviação geral pousando, uma "criança" (KID) na aproximação final da RWY13, foi o Papa Romeu - Kilo India Delta, um Bonanza V35B.

"Boeing 737-76N, matrícula PR-GIH, operado pela GOL Linhas Aéreas"
O Boeing 737-76N, com winglets, da GOL estava cumprindo o voo GLO/G3 1164 procedente de Congonhas, pousou com quase uma hora de atraso devido ao mau tempo presente em São Paulo. 

"Boeing 737-8EH, matrícula PR-GXU, operado pela GOL Linhas Aéreas"
Seguido do Papa Romeo - Golf India Hotel, o Golf X-Ray Uniforme aproximou e pousou na pista 13 com a diferença de poucos minutos do GIH. O GXU cumpria o voo GLO/G3 1102, procedente de Guarulhos, pousando com poucos minutos de atraso em solo londrinense. 

"Pátio de Londrina às 13:47 da tarde, Boeing 737-700 e -800, esquema antigo e novo da GOL"
A última fotografia na pracinha registrou os dois Boeing 737, lado a lado, no pátio do aeroporto em composição com a Torre. 

"Embraer 195, matrícula PR-AXF, pousando na RWY13"
Depois de passar várias horas na praça da cabeceira da pista 13, resolvi mudar de ponto e tentar algumas pannings nas margens da Avenida Salgado Filho, a luz estava totalmente desfavorável, mas achei interessante compartilhar o resultado. A primeira aeronave a ser registrada foi o Embraer 195, matrícula Papa Romeo - Alpha X-Ray Foxtrot, nomeado "Azul Acima De Tudo", cumprindo o voo AZU/AD 5128 procedente de Curitiba com retorno imediato para a origem.

"Pátio do Aeroporto de Londrina às 14:10 com 5 aeronaves no enquadramento"
O relógio marcava 14:10 local quando registrei nessa fotografia 5 aeronaves no mesmo enquadramento, da esquerda para a direita, Socata TBM 850 de matrícula PP-PIV, Embraer 195 PR-AXF, Boeing 737-700 PR-GIH, Boeing 737-800 PR-GXU e Cirrus SR20 PR-PRF. 

"Cirrus SR20, matrícula PR-PRF, decolando da RWY13"
Da oficina OUTRA seguiu para decolagem o Cirrus SR20, matrícula PR-PRF, com janelas escurecidas. 

"Boeing 737-76N, matrícula PR-GIH, na corrida para decolagem"
O GIH decolou exatamente às 14:17 local e utilizou quase toda a extensão da pista para sair do chão. A luz estava completamente desfavorável e para não perder o registro o resultado foi o registro acima.
"Embraer 810D, matrícula PT-VQH, decolando da RWY13"
Já estava guardando o equipamento quando o Seneca, da fotografia acima, solicitou autorização para ingresso e decolagem da pista 13. Não perdi a chance e fotografei a máquina decolando. Segundo consta no RAB (Registro Aeronáutico Brasileiro), o Papa Tango -  Victor Quebec Hotel é um Embraer 810D, ou Sêneca III, privado. 

"Boeing 737-800, matricula PR-GXU, na corrida para decolagem"
E para finalizar os registros desse dia e, também, dessa parte da publicação, deixo essa foto do GXU na corrida para decolagem na pista 13. O GXU, por ter um motor mais forte, utilizou menos pista que o GIH para decolar com destino ao Aeroporto de Guarulhos. 

Até a Parte III!!